Motores

Sétimo lugar faz Elisabete Jacinto subir na classificação

A participação de Elisabete Jacinto no Marrocos Desert Challenge tem tido ‘altos e baixos’, sendo que na quarta etapa a piloto portuguesa deu-se bem com o percurso.

Na tirada que levava os concorrentes a atravessar as dunas do Erg Chegaga, a equipa Bio-Ritmo conseguiu conquistar 15 lugares em relação à etapa da véspera, subindo também na classificaçao geral dos T4. Com este resultado, Elisabete Jacinto, José Marques e Marco Cochinho regressam às posições cimeiras dos camiões, ocupando o nono posto da ‘geral’ da sua classe.

Fotos: AIFA

Na especial de 310 quilómetros entre o Erg Lihoudi e Fezzou, o trio do MAN TGS da Bio-Ritmo conseguiu ultrapassar com sucesso a complexidade do percurso, não conhecendo qualquer problema, terminando o trajeto em 5h48m33s, a apenas 20 minutos do primeiro classificado dos T4.

Elisabete Jacinto era a imagem da satisfação no final da tirada: “Hoje correu tudo bem. Passamos bem as dunas sem problemas nenhuns. Apenas ficamos presos na crista de uma duna, mas conseguimos rapidamente resolver a situação. Tivemos que fazer as dunas com bastante calma, porque devido às configurações do nosso camião não consigo ser rápida na areia”.

“Mas fizemos tudo com tranquilidade e correu bastante bem. Depois da areia pudemos imprimir um bom ritmo e conseguimos subir lugares na classificação dos camiões o que nos deixa satisfeitos”, acrescentou a piloto do Montijo, que agora vai planear como atacar a quinta etapa, que tem uma distância de 275 quilómetros cronometrados.

Mais partilhadas da semana

Subir