Motociclismo

Segundo lugar de Ivo Lopes no Estoril confirma candidatura ao título

Apesar de não ter tido muito tempo para se habituar à sua nova Yamaha R1, Ivo Lopes alcançou uma brilhante segunda posição na classe maior do Campeonato Nacional de Velocidade em motociclismo.

O piloto do Team ENI/Motor7/Pequeno Motos estreou-se na categoria, discutindo a vitória naquela que foi a prova de abertura da temporada 2018, marcada por uma meteorologia caprichosa.

“O tempo estava bastante incerto e a moto era completamente nova para mim. No Sábado saímos para a pista logo de manhã para os primeiros treinos privados, mas não cheguei a completar uma volta, na entrada da meta caí pois a pista estava muito molhada devido à chuva, o que me complicou na adaptação à moto, já que nunca tinha rodado com esta nova R1 pronta para corrida!”, contou Ivo Lopes

Na qualificação o piloto da Amadora conseguiu o 10º tempo, mas assim que foi dada ordem de partida para as 17 voltas aos 4.182 metros do circuito do Estoril, subiu na classificação e na segunda passagem pela meta era líder, posição que segurou por duas voltas.

Mas Ivo Lopes perderia o comando na quarta volta, reassumindo-o quatro voltas depois. A Yamaha da Motor 7 ainda esteve de novo na frente na 11ª passagem pela meta, mas um pequeno erro condicionou o final de corrida e Ivo Lopes fechou a estreia na classe maior com um brilhante segundo lugar final.

“Na corrida a pista estava quase seca, porém, tinha três curvas com água. Arranquei bem e tentei chegar o mais rápido possível à frente da corrida e objectivo que alcancei na terceira volta. Mais para o fim da prova tive um imprevisto e consegui terminar em segundo.Mesmo assim estou super contente pois trabalhei juntamente com a equipa e tendo feito apenas 20 voltas com esta moto antes da corrida, o resultado foi excelente!”, explicou o Campeão Nacional Superstock 600.

Mais partilhadas da semana

Subir