Mundo

Sede da Presidência austríaca evacuada devido a ameaça de bomba

A sede da Presidência da Áustria, localizada num antigo palácio imperial em Hofburg, foi hoje evacuada devido a uma ameaça anónima de bomba recebida por correio eletrónico, que se revelaria falsa, divulgou a polícia austríaca.

Na altura em que a ameaça foi recebida, o Presidente austríaco Alexander Van der Bellen, encontrava-se no interior do palácio e foi transferido, de imediato, para um local seguro.

“O Presidente estava no seu gabinete. Foi avisado e foi levado para um local seguro”, disse o porta-voz da Presidência, Reinhard Pickl-Herk.

Pouco depois das 15:00 locais (14:00 em Lisboa), as autoridades policiais começaram a evacuar todas as pessoas que lá se encontravam e cercaram a praça defronte do edifício, em pleno centro histórico de Viena.

“Todas as pessoas que se encontravam no palácio foram retiradas”, garantiu um porta-voz da polícia de Viena, na rede social Twitter.

Entretanto, e após as buscas, nada foi encontrado pelo que todos os que foram obrigados a abandonar o edifício acabaram por regressar, cerca de hora e meia depois, aos respetivos postos de trabalho.

Na mensagem enviada por correio eletrónico advertia-se para a existência de explosivos dentro do Palácio Imperial, situado também defronte da sede da Chancelaria Federal (Governo).

Segundo a estação emissora pública ORF, dezenas de agentes da polícia foram enviados para o local, enquanto cães-polícia começaram a revistar o interior do edifício, andar por andar, em busca de explosivos.

Eleito em 2016 contra a extrema-direita, Alexander Van der Bellen tem um percurso político iniciado nas fileiras dos ecologistas.

0Shares

Em destaque

Subir