Motores

Sebastien Ogier ‘sem direito’ a errar na Turquia

Sebastien Ogier está ‘proibido’ de falhar na próxima prova do Campeonato do Mundo de Ralis (WRC), que se disputa no próximo fim de semana na Turquia.

O Campeão do mundo é o primeiro a assumir que não tem ‘direito’ a cometer erros se não quiser deixar fugir Ott Tanak no comando da classificação de pilotos do WRC

Vindo de uma sucessão de triunfos consecutivos, o estónio da Toyota é a maior ameaça à renovação do cetro por parte de Ogier, pelo que a prova turca terá de ser o seu ponto de viragem na temporada, numa fase onde os problemas mecânicos ou percalços de condução podem ser decisivos.

Relativamente ao rali do próximo fim de semana o francês da Citroën diz-se preparado para a dureza que apresenta, e tem também em conta a fase decisiva do WRC: “O percurso da edição passada foi incontestavelmente o mais demolidor que enfrentei em toda a minha carreira. Os que se impuseram não eram claramente os mais rápidos, mas também é preciso adaptar a abordagem este ano, já que não temos direito a erros no campeonato”.

A Citroën procurou preparar o melhor possível o Rali da Turquia, com testes em pisos igualmente demolidores, na Grécia. Nas especiais do mítico Rali da Acrópole a equipa liderada por Pierre Budar procurou testar o C3 WRC de modo a que possa resistir à ‘picada’ turca como o ‘tanque’ que é o rival Toyota Yaris WRC.

“Depois de um milésimo 2018, que surpreendeu pela sua rudeza, medimos bem a amplitude do desafio turco e por consequência preparamos nos com um testes produtivos nas classificativas mais duras da Grécia”, sublinha o líder da equipa da marca francesa.

Budar está ciente de que na prova turca “a fiabilidade jogará um papel-chave na performance do fim de semana, e ao mesmo tempo a capacidade de passar nos pontos mais difíceis exige que sejamos irrepreensíveis, pois estamos determinados a reencontrar o pódio para nos batermos ferozmente pelo campeonato”.

2Shares

Mais partilhadas da semana

Subir