Motociclismo

Sebastian Buhler termina ‘Dakar’ em grande plano

Sebastian Buhler não podia ter concluído a sua estreia no Rali Dakar de melhor forma, ao conseguir estar entre os dez mais rápidos na 10ª e última etapa da prova.

Na tirada que marcou o regresso da ‘caravana’ à capital do Peru, Lima, o piloto de 24 anos conseguiu ser o terceiro melhor ‘rookie’ no maior evento do todo-o-terreno mundial. O que diz bem da sua evolução ao nível da navegação por ‘roadbook’, já que os seus título nacional de TT1 falam por si.

Buhler conseguiu hoje o que não tinha conseguido na véspera depois de falhar um controlo se passagem, mas o resultado conseguido nesta derradeira etapa permitiu-lhe ‘selar’ a 20ª posição da ‘geral’ absoluta das motos e o terceiro lugar entre os estreantes no rali.

“Acabámos o Dakar. Foi uma prova que me correu muito bem. Apesar do problema com o pneu não tive mais nenhum percalço. Senti que evolui a cada dia. O terreno que aqui encontramos é completamente diferente daquele que temos nas provas que disputamos em solo nacional”, considerou o piloto luso-germânico à chegada a Lima.

Sebastian Buhler destacou também as dificuldades que encontrou ao longo da prova: “Aqui há muita navegação fora de pista e muitos waypoints invisíveis o que torna a navegação mais difícil. Acima de tudo o meu objetivo era terminar a corrida. Estou satisfeito com os resultados, mas chegar ao fim era o mais importante”.

Mais partilhadas da semana

Subir