Fórmula 1

“Schumacher mudou depois da morte do Ayrton Senna”

Michael Schumacher, recordista de vitórias em Fórmula 1 (sete), pensou em retirar-se da competição após a morte do piloto brasileiro Ayrton Senna, revelou, agora, Flavio Briatore.

Em entrevista à Kölner Express, o ex-diretor desportivo da Benetton tornou público uma confidência do ex-piloto alemão, em recuperação desde o acidente grave na neve a 29 de dezembro de 2013.

A 1 de maio de 1994, o carismático Ayrton Senna, tricampeão mundial, morria durante o Grande Prémio de São Marino, em Ímola, após perder o controlo do Williams na curva Tamburello, chocando contra o muro a 200 quilómetros por hora.

O acidente chocou o mundo e Schumacher, então uma jovem  promessa da Benetton (viria a conquistar o primeiro campeonato nesse ano), não ficou indiferente.

“Michael Schumacher mudou depois da morte do Ayrton Senna. Ele pensou seriamente em retirar-se depois do que aconteceu”, revelou, agora, Flavio Briatore, então responsável pela Benetton.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir