Nas Notícias

Sarampo: 25 por cento das crianças sem vacinas dentro do prazo de 15 meses

sarampoCerca de uma em cada quatro crianças não é vacinada contra o sarampo, rubéola e papeira durante a idade aconselhada: até aos 15 meses. Este dado, que consta do Boletim de Vacinação da Direção-Geral da Saúde (DGS), preocupa esta entidade, que aconselha os pais a vacinar os filhos durante a idade recomendada, uma vez que ao não fazê-lo, aumentam os riscos de sofrerem destas doenças, de forma escusada.

Direção-Geral da Saúde (DGS) alerta para elevada percentagem de crianças (cerca de 25 por cento sem vacina atempada contra o sarampo, rubéola e papeira. A vacinação tardia pode aumentar os riscos de padecer destas doenças.

Este boletim aponta dados de 2009, que conclui que há um número elevado de bebés a quem oi ministrada a vacina depois do prazo definido como correto. Apesar dos 76 por cento de crianças que foram protegidas dentro dos prazos, subsiste ainda uma percentagem elevada que preocupa a DGS.

Apesar de realçar dados positivos deste Boletim de Vacinação, a DGS alerta para a necessidade de se vacinarem as crianças até aos 15 meses, sob pena de se criar um problema de saúde escusado.

Em destaque

Subir