Animais

Salvou mil cães de serem mortos pela carne e agora precisa de ajuda (vídeo)

Um ativista norte-americano conseguiu salvar mil cães de serem espancados até à morte no infame Festival da Carne de Cão de Yulin, mas agora não tem como manter os animais.

Num vídeo que mostra as condições em que os cães são ‘guardados’ até serem vendidos e espancados até à morte (a crença chinesa diz que a carne ‘batida’ sabe melhor), o norte-americano Marc Ching alerta que a fundação Animal Hope and Wellness “é demasiado pequena para responder a este esforço”, não obstante ter salvo mil cães da morte.

“Temos mais de mil cães. Mais de mil vidas que precisam de abrigo. Não sei o que fazer. Não sei como encontrar a ajuda de que necessitamos”, lamenta Marc Ching.

Mais partilhadas da semana

Subir