Mundo

Salário mínimo sobe para os 900 euros em Espanha

O salário mínimo em Espanha vai sofrer um aumento na ordem dos 22 por cento e atingirá, em 2019, os 900 euros.

Atualmente, no país vizinho o salário mínimo está fixado nos 735,9 euros mas irá aumentar, de acordo com a proposta do Orçamento de Estado espanhol, citada pelo Dinheiro Vivo.

O entendimento entre o Governo e o partido Podemos permite que a carteira dos trabalhadores espanhóis passe a receber mais no que toca ao rendimento mínimo do salário.

Curiosamente, este é um valor que surge após cedências de ambas as partes.

O Executivo espanhol queria que o salário mínimo subisse para os 850 euros, enquanto que o Podemos queria chegar aos 1000 euros.

O aumento do salário mínimo em Espanha subirá assim cerca de 164,1 euros por mês.

Em Portugal, a discussão do salário mínimo deverá arrancar nas próximas semanas com o Governo a pretender um aumento na ordem dos cinco por cento, atirando o salário mínimo dos atuais 580 para os 600 euros, a partir de janeiro do novo ano.

O PCP já avisou que o Governo poderá ir mais longe nesta subida.

Do lado dos sindicatos, a União Geral dos Trabalhadores (UGT) aprovou uma política de rendimentos para 2019, defendendo um aumento de seis por cento do salário mínimo para 615 euros mensais, enquanto que a Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP) sustenta ser possível chegar aos 650 euros.

Mais partilhadas da semana

Subir