Nas Notícias

Salário médio em novembro subiu 2,3 por cento para 934 euros, diz Vieira da Silva

O valor médio das remunerações base declaradas à Segurança Social foi de 934 euros em novembro, mais 2,3 por cento face ao mesmo mês do ano anterior, disse hoje o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Os dados foram apresentados por Vieira da Silva aos deputados da comissão parlamentar de Trabalho e Segurança Social numa audição onde começou por fazer um balanço das áreas que tutela.

Segundo sublinhou, citando os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), no terceiro trimestre de 2018 registou-se um crescimento dos salários “em todos os escalões de rendimento”, tendo as remunerações mais baixas subido mais do que as mais elevadas e o rendimento mensal líquido dos trabalhadores por conta de outrem aumentado 3,5 por cento em média.

As variações são positivas há 18 trimestres consecutivos, disse Vieira da Silva.

AS remunerações declaradas à Segurança Social mostram que em novembro registou-se uma remuneração média mensal de 934 euros, um aumento nominal de 2,3 por cento em termos homólogos e um crescimento real de 1,3 por cento.

“Mais de 2,2 milhões de trabalhadores” tiveram um aumento salarial da ordem dos 4,3 por cento (cerca de 3 por cento em termos reais) entre abril de 2017 e abril de 2018, segundo os mesmos dados.

O ministro destacou ainda o aumento do salário mínimo nacional de 18,8 por cento em termos nominais entre 2015 e 2019, o que significou uma valorização real de 13,8 por cento.

Em novembro havia 689,5 mil trabalhadores a receber o salário mínimo que em 2018 era de 580 euros, o que representa 20,1 por cento do total.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir