Motores

Sainz elogia o seu navegador para “atacar forte” e vencer o terceiro dia do Rali Dakar

Carlos Sainz obteve o seu primeiro triunfo em etapas do 42º Rali Dakar, passando a liderar a classificação geral dos automóveis. Parte do êxito ‘El Matador’ atribui-o ao seu co-piloto, Lucas Cruz.

Na terceira etapa, que hoje se cumpriu em ‘loop’ com partida e chegada a Neom, o veterano piloto espanhol pôde finalmente ‘puxar dos galões’, tirar partido do seu Buggy Mini e superiorizar-se à concorrência, assumindo mesmo o comando da prova ‘rainha’ do todo-o-terreno mundial.

É certo que o madrileno sabe que este ‘Dakar’ ainda está no seu começo, mas o seu êxito é importante para aumentar os seus níveis de confiança num terreno que é novo, pois a Arábia Saudita tem algumas nuances que Sainz não encontrou na América do Sul e em África.

Para já fica a satisfação desta performance: “Penso que foi uma etapa agradável, com paisagens fantásticas… ainda que não tivesse muita oportunidade para as apreciar. Na última parte abrimos o caminho, mas correu bem. Foi mesmo assim duro no começo”.

“Quando vemos competição num dia como este tudo pode acontecer. Forçamos o andamento durante muitos quilómetros, mas nunca sabemos – tudo pode acontecer em qualquer dia. A navegação foi muito complicada, mas até agora tudo bem. Lucas (Cruz o co-piloto) fez um bom trabalho de modo a atacar forte”, acrescentou Carlos Sainz, que conseguiu o 33º triunfo em etapas na sua carreira no Dakar.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir