Mundo

Ryanair cancela 146 voos em três países devido a greve de pilotos no dia 10

No próximo dia 10, a “greve desnecessária” obrigou a cancelar 104 voos de e para a Bélgica, de uma operação prevista de mais de 2.400, segundo a companhia irlandesa, que garantiu que aos passageiros afetados estão a ser apresentadas soluções alternativas.

Quanto à Suécia foram cancelados 22 voos de mais de 2.400 viagens agendadas, enquanto na quinta paralisação dos pilotos irlandeses, desde 12 de julho, ficarão por realizar 20 de 300 voos planeados, afetando 3.500 passageiros acrescentou a empresa.

Já hoje e quando decorre a quarta greve dos pilotos da Irlanda, o diretor de pessoal da Ryanair, Eddie Wilson, considerou que a “última forma de introduzir bom senso é através de uma mediação por terceiros”.

Citado em comunicado, o responsável sugeriu o nome de Kieran Mulvey, antigo membro da comissão de relações laborais na Irlanda.

A Ryanair reafirmou que a greve de hoje de 25 por cento dos pilotos irlandeses cancelou 20 dos 300 voos previstos de ou para a Irlanda.

Em 10 de agosto devem também paralisar os pilotos da Alemanha e Holanda.

Na semana passada, tripulantes de cabine de Itália, Portugal, Espanha e Bélgica estiveram em greve para reclamar, nomeadamente a aplicação das leis laborais nacionais e não da irlandesa.

Mais partilhadas da semana

Subir