Desporto

Russos suspeitos de inalação de amoníaco durante Mundial’2018

A notícia caiu que nem uma ‘bomba’ em Moscovo e tem origem na imprensa alemã, que cita uma fonte da Federação russa de futebol, admitindo que a Seleção jogou sob efeito de inalação de amoníaco durante a competição. Desde logo, importa clarificar que não é algo proibido pelos regulamentos contra o doping, mas é uma substância que poderá acarretar complicações para a saúde dos atletas.

Apesar de ser equipa anfitriã, a Rússia não estava no lote de equipas favoritas a vencer o Mundial’2018, mas a campanha protagonizada pelos pupilos de Stanislav Cherchesov surpreendeu.

Os russos caíram apenas nas grandes penalidades nos quartos de final diante da Croácia, depois de terem vencido, também no desempate por penáltis, frente à Espanha, nos oitavos de final.

No entanto, a campanha russa está agora ensombrada por notícias que colocam em causa os métodos utilizados pela Rússia durante a prova, que ainda decorre no seu país.

De acordo com o jornal alemão ‘Suddeutsche Zeitung’, os jogadores russos terão inalado amoníaco nos jogos contra a Espanha e a Croácia para melhorarem o rendimento desportivo.

Ainda segundo o referido jornal e a fonte da Federação russa, a inalação aconteceu por via de um pedaço de algodão.

“A federação russa agiu como se fosse algo comum, como usar champô no banho”, explica o jornal.

Também o alemão Bild refere que foi “estranho” ver os jogadores a mexerem frequentemente no nariz durante os jogos, nomeadamente contra a Croácia, no último sábado.

Até este momento, a entidade responsável pelo futebol russo não prestou declarações sobre esta suspeita que, importa sustentar, não se trata de uma substância proibida nos regulamentos contra o doping.

Mais partilhadas da semana

Subir