Fórmula 1

Robert Kubica não teve tempo para pensar no regresso à F1

Robert Kubica regressa este fim de semana à competição na Fórmula 1 depois de nove anos de ausência, mas o polaco não parece muito emocionado com o momento.

Na conferência de imprensa que antecede o Grande Prémio da Austrália Kubica disse que não teve muito tempo para pensar neste seu regresso, depois do acidente de rali que o deixou com alguma incapacidade numa das mãos.

“Foi uma longa ausência deste campeonato, é verdade. Mas não tive tempo para pensar neste regresso. Concentro-me no meu trabalho e em coisas que tenho de fazer. Tento aprender o máximo sobre estes novos F1. As coisas mudaram bastante desde a última vez que corri neste campeonato. Não vimos (a Williams) de uma época exemplar e há muitas coisas a verificar”, declarou o vencedor do Grande Prémio do Mónaco de 2018.

O facto da Williams ter falhado o começo dos testes de Barcelona não contribuiu para aumentar os níveis de confiança na equipa, e o polaco fez eco disso mesmo, mas também não dramatiza a situação: “Não é como pudéssemos recuperar o atraso numa semana se ainda nos restam coisas a resolver. A nossa equipa trabalha duramente, tanto em pista como na fábrica”.

“É um período difícil, mas temos de nos assegurar de fazer bem as coisas nesta siuação. Não podemos mudar o passado e devemos concentrar-nos no que temos. Não serve de nada gastar energia a pensar nos problemas”, acrescentou Robert Kubica, que em 2018, na última vez que participou no Grande Prémio da Austrália, foi segundo aos comandos do Renault R30.

Mais partilhadas da semana

Subir