Nas Notícias

Ritmo de mudança na Web Summit “espelha ritmo” da transformação digital

O ministro da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, afirmou que o ritmo de mudança que se assiste na Web Summit, que hoje arrancou em Lisboa, “espelha o ritmo” da transformação digital na sociedade.

“O ritmo de mudança na Web Summit espelha o ritmo de mudança” da transformação que teve lugar na sociedade digital, disse o governante, na cerimónia de abertura daquela que é considerada uma das maiores cimeiras de tecnologia.

“Se olharmos para daqui a 10 anos, a única coisa que poderemos ter a certeza é que a base da mudança será ainda mais rápida”, acrescentou Pedro Siza Vieira.

As conversas de governos, investidores, de negócios sobre tecnologia “nos próximos 10 anos” será a Web Summit, em Lisboa, referiu.

Pedro Siza Vieira sublinhou que “é muito apropriado que estas conversas tenham lugar em Lisboa”, cidade que foi palco no século XVI da “era da globalização”.

Na altura, Portugal tinha “comerciantes, navegadores de todas as partes do mundo a vir aqui trocar ideias”, aludiu.

A quarta edição da Web Summit em Portugal vai contar com a participação de 1.206 oradores que vão intervir nos 22 palcos distribuídos pelo recinto do evento.

Fundada em 2010 por Paddy Cosgrave, Daire Hickey e David Kelly, a Web Summit é considerada um dos maiores eventos de tecnologia, inovação e empreendedorismo do mundo e evoluiu em menos de seis anos de uma equipa de apenas três pessoas para uma empresa com mais de 150 colaboradores.

A cimeira tecnológica, que nasceu em 2010 na Irlanda, passou a realizar-se em Lisboa desde 2016 e vai manter-se na capital até 2028, depois de, em novembro do ano passado, ter ficado decidida a permanência da conferência em Portugal por mais 10 anos, após uma candidatura com sucesso.

O evento realiza-se em Lisboa entre hoje e quinta-feira.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir