Nas Notícias

Rio considera “inaceitável” que Governo não pague às IPSS desde janeiro

O presidente do PSD, Rui Rio, revelou nesta segunda-feira que as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) ainda não receberam os apoios devidos pelo Ministério da Saúde. “Fiquei absolutamente estarrecido e admirado com a situação”, salientou o social-democrata.

“As IPSS receberam pela Segurança Social tudo o que têm direito, mas tudo o que devem receber do Ministério da Saúde, pura e simplesmente, o Governo não tem pago nada desde janeiro”, disse Rui Rio, em declarações à imprensa, à margem de uma reunião, no Porto, com União da Misericórdias do Porto e a Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade Social.

“Fiquei absolutamente estarrecido e admirado com a situação”, prosseguiu o líder social-democrata, que confessa que não tinha conhecimento desta realidade.

Recorde-se que o PSD apresentou uma proposta ao Governo para que o executivo liderado por António Costa pagasse “tudo o que havia para pagar” às IPSS.

“Eu estava a milhas de imaginar que me pudessem vir dizer que não pagam nada desde janeiro, particularmente quando estas instituições tem tido um trabalho ainda mais importante do que o trabalho que já fazem todos os dias”, apontou Rui Rio, classificando a situação de “inaceitável”.

O presidente do PSD referia-se às dificuldades acrescidas que estas instituições enfrentam, em virtude da pandemia.

0Shares

Em destaque

Subir