Economia

Ricardo Salgado: “Portugal pode evitar FMI”

Ricardo Salgado defende que “é possível evitar uma intervenção do FMI até um novo Governo tomar posse”. No entanto, o presidente do BES levanta dúvidas sobre o futuro mais próximo e diz que “é uma pena” assistir a esta crise política.

Com esperança e muitos lamentos, Ricardo Salgado abordou o cenário político. O presidente do BES antevê um cenário de “incerteza”, mas aposta num escape a uma intervenção do Fundo monetário Internacional.

Ricardo Salgado aconselha os políticos a medir as consequências que “certas decisões” têm nos mercados e pede um “esforço aprofundado” na tentativa de perceberem “como esses mercados funcionam”.

“Ninguém sabe ao certo onde poderemos chegar. Mas, Portugal poderá ganhar tempo até às eleições. E talvez seja até possível evitar a intervenção do FMI”, defendeu o presidente do BES, à margem da inauguração da nova sede do Espírito Santo Investiment, em Londres.

No entanto, apesar desta incerteza, Ricardo Salgado consegue afirmar com precisão o que sucederá a Portugal, nos próximos meses: “Há consequências, sobretudo ao nível da descida dos ratings”.

Em destaque

Subir