Nas Notícias

Ricardo Robles renuncia ao mandato

O vereador do Bloco de Esquerda na Câmara Municipal de Lisboa, Ricardo Robles, renunciou ao cargo, na sequência da polémica que o envolveu. O bloquista também sai da comissão coordenadora da concelhia de Lisboa daquele partido.

Ricardo Robles anunciou hoje a sua renúncia como vereador do Bloco de Esquerda na Câmara de Lisboa, afirmando ser “uma decisão pessoal” com o “objetivo de criar as melhores condições para o prosseguimento da luta do Bloco pelo direito à cidade”.

“Informei ontem, domingo, a coordenadora da Comissão Política do Bloco de Esquerda da minha intenção de renunciar aos cargos de vereador na Câmara Municipal de Lisboa e de membro da comissão coordenadora concelhia de Lisboa do Bloco de Esquerda”, refere uma nota a que agência Lusa teve acesso.

Esta é, de acordo com Ricardo Robles “uma opção privada, forçada por constrangimentos familiares”, revelando-se “um problema político real” e que criou um enorme constrangimento à “intervenção como vereador”.

“Uma opção privada, forçada por constrangimentos familiares que expliquei e no respeito pelas regras legais, revelou-se um problema político real e criou um enorme constrangimento à minha intervenção como vereador. Esta é uma decisão pessoal que tomo com o objetivo de criar as melhores condições para o prosseguimento da luta do Bloco pelo direito à cidade”, realça uma nota divulgada pelo Esquerda.net.

Em causa está uma notícia avançada na edição de sexta-feira do Jornal Económico, que dá conta que em 2014 o autarca adquiriu um prédio em Alfama por 347 mil euros, que foi reabilitado e posto à venda em 2017 avaliado em 5,7 milhões de euros.

Mais partilhadas da semana

Subir