Apresentações/Novidades

Renault Mégane Sport Tourer 1.7 Blue dCi é mais do que um ‘upgrade’

A Renault Mégane Sport Tourer surge ‘vitaminada’ nesta variante GT-Line dotada do novo motor diesel 1.7 Blue dCi com 150 cv de potência.

Não se trata de uma familiar desportiva, ainda que possua algumas características que o fazem aparentar. É enérgica sem abdicar de alguns luxos e requinte que fazem pender para uma utilização mais quotidiana.

Fotos: Ricardo Cachadinha

Percebe-se que esta carrinha da Renault para o segmento médio inferior – que respeita já o novo ciclo de homologação WLTP – vem suceder ao anterior bloco 1.6 dCi de 160 cv, que ‘vestida’ já com a ‘roupagem’ da quarta geração do Mégane se mostra mais moderna, e sobre todos os pontos de vista.

As jantes de 18 polegadas desta versão GT-Line, bem como os bancos do tipo ‘bacquet’, mas em tecido, conferem a diferenciação que se se percebe. Mas há outros aspetos a considerar numa ‘satiton’ que é mais volumosa que a sua antecessora, mas cujo comportamento faz jus ao apuro aerodinâmico desta nova geração da Mégane Sport Tourer.

No painel de bordo domina o sistema head-up display, não faltando o sistema de ajuda ao estacionamento, com câmara de marcha-atrás, o volante específico com braços guarnecidos a alumínio com comandos das funções de condução e infoentretenimento. Os retrovisores também são rebatíveis eletricamente, modo em que também é acionado o teto de abrir panorâmico.

Para a imagem criada também muito contribui a assinatura luminosa das luzes LED dianteiras ou a iluminação das portas dianteiras, ainda que nesta carrinha o que mais queríamos perceber era a diferença do seu bloco 1.7 Blue dCi.

Neste caso associado a uma caixa de velocidade automática de dupla embraiagem EDC de seis velocidades. Algo que não é para todos mas que proporciona um conforto de condução assinalável.

Apesar dos 150 cv a desenvoltura em baixas rotações não deslumbra, ainda que não se note os menos 10 cv de potência relativamente ao propulsor que vem substituir. Permite também um menor consumo médio, muito por via do novo sistema de injeção Ad Blue, que também permite que produza menos emissões.

A resposta surge a partir das 1500 rpm, sendo que em regime médio é onde esta Mégane Sport Tourer 17. Blue dCi responde melhor, sendo que a média de 5 litros se consegue em auto-estrada, pois esse valor sobe acima dos 7 litros aos 100 km/h em cidade.

Notável é também o grau de insonorização a bordo, fazendo-nos quase sentir como se rodássemos num automóvel a gasolina. A quase ausência de vibrações contribuem para o bem estar a bordo, fazendo parte da qualidade percebida, pois os materiais utilizados estão de acordo com o padrão a que o segmento nos habituou, mesmo que não estejamos a falar de uma marca ‘premium’.

Esta proposta que ensaíamos não sai barata, mas tem sempre se ser comparável com opções do mesmo nível. Os 39.240 euros pedidos têm não apenas a ver com a versão GT-Line, mas sobretudo com a caixa EDC e com o motor 1.7 dCi, que face à fiscalidade vigente no nosso país ‘atiraria’ sempre esta carrinha para muito perto dos 40.000 euros. Valor que algumas das concorrentes diretas no mercado superam e bastante.

 

Mais partilhadas da semana

Subir