Desporto

Relatório: Benfica fecha época passada com prejuízo de quase 12 milhões

estadio luz 1Encarnados apresentam relatório esta semana, onde ainda não estão incluídas as vendas de Javi Garcia e de Witsel. Maior destaque, pela negativa, vai para o passivo, que sofreu um aumento de mais de 10 por cento.

A Benfica SAD fechou a época passada, 2011/12, com um prejuízo de 11,7 milhões de euros. No relatório, já enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, não estão incluídas as vendas de Javi Garcia, ao Manchester City, por 20 milhões de euros, e de Axel Witsel, ao Zenit, por 40 milhões.

O maior destaque para este relatório vai para o passivo, que sofreu um aumento de cerca de 12 por cento face ao exercício da época anterior, fixando-se agora nos 426 milhões de euros.

Ainda relativamente aos prejuízos apresentados, Luís Filipe Vieira explica que os números poderiam ser outros: “Bastava ter aceite a renovação do contrato de direitos televisivos”, pode ler-se em comunicado.

O líder das águias mostra-se ainda convicto que, a decisão de passar a transmissão dos jogos para a televisão oficial do clube foi a melhor escolha: “Vamos fazer crescer a Benfica TV, vamos mais uma vez inovar e provar que estamos no caminho certo”, refere.

O mesmo relatório revela ainda que, na época passada, as águias tiveram despesas de 48 milhões de euros com vencimentos, mais seis milhões que a época anterior. Só em jogadores, o Benfica paga ordenado a um total de 68.

Os encarnados referem ainda, na mesma documentação enviada à CMVM, as vendas de Roberto, ao Saragoça, por oito milhões de euros, e de Fábio Coentrão, ao Real Madrid, por 30.

Relativamente às receitas, o Benfica revela 22 milhões de euros, arrecadados na Liga dos Campeões, nove milhões e meio, com receitas de bilheteira, e 17, com publicidade.

Em destaque

Subir