Fórmula 1

Red Bull não tão competitiva na F1 como em 2018

Christian Horner admite que a sua equipa não está tão competitiva na Fórmula 1 este ano como na época passada.

O chefe da Red Bull Racing aponta várias razões para os resultados no começo desta temporada não estarem ao mesmo nível de 2018.

Uma das razões será o facto da equipa de Milton-Keynes ter trocado os motores da Renault pelos da Honda. E embora os seus responsáveis estejam contentes com o construtor japonês a verdade é que os resultados ainda não estão à altura da temporada anterior.

“Não estamos tão competitivos como fomos no final da época passada e por uma série de razões. Uma delas são os pneus mais duros da Pirelli. A combinação disso e da nova conceção aerodinâmica não nos ajudou. A mudança do conceito da ‘asa’ dianteira foi uma questão difícil e precisamos de algum tempo para sermos mais rápidos. Mas estamos no caminho certo”, referiu Horner à publicação especializada ‘Speed Week’.

O responsável da Red Bull Racing salientou também: “A Fórmula 1 tem sempre a ver com evolução. Estamos a ganhar terreno de forma consistente no que se refere ao chassis. A Honda faz progressos com o motor e a fiabilidade é muito boa comparada com anos anteriores”.

“Mas os nossos opositores também não descansam. A Ferrari teve um novo motor em Espanha, a Renault também e a Mercedes vai tê-lo no Canadá. Não temos qualquer influência naquilo que fazem mas estamos satisfeitos com o nosso programa”, acrescentou Christian Horner.

Mais partilhadas da semana

Subir