Desporto

Real “está farto” das lesões de Coentrão e procura alternativas

Fabio_Coentrao_Real_Madrid_900

O Real Madrid está “farto de Coentrão”, segundo escreve a Marca. O periódico dá grande destaque ao lateral-esquerdo português, cujas lesões têm irritado os dirigentes e equipa técnica do clube espanhol.

“A pergunta foi repetida durante os três últimos verões, nos gabinetes do Real Madrid: ‘O que fazer com Coentrão?’. Em causa, o desempenho irregular do defesa português e a sua tendência para sofrer lesões musculares”, escreve a Marca.

A recaída na lesão no músculo da coxa direita – mazela sofrida em junho, na partida amigável entre Portugal e Itália – acentuou o descontentamento dos dirigentes do clube merengue.

Fábio Coentrão não pôde participar na digressão pela Ásia e Oceania, ao lado do plantel do Real Madrid, e terá de enfrentar uma paragem de, pelo menos, seis semanas. O período de recuperação está a ser superior ao esperado e os espanhóis começam a colocar dúvidas sobre a aptidão do lateral.

“Perante este quadro, a continuidade da Coentrão voltar a estar ameaçada. Quando terminou a temporada, tudo indicava que iria continuar, apesar de ter jogado apenas 17 jogos durante toda a época passada – na qual sofreu pelo menos duas lesões. Mas Rafa Benitez e o Real Madrid estão a considerar a hipótese de reforçar a ala esquerda, fartos da indisponibilidade do jogador português, contratado ao Benfica no verão de 2011, por por 30 milhões de euros”, adianta ainda o jornal espanhol.

O periódico aborda a possibilidade de um regresso ao Benfica, mas apontando esse cenário como pouco provável: “Outra opção seria um regresso ao Benfica, o clube da sua vida, mas o salário (mais de 2,5 milhões líquidos) é um grande obstáculo”.

O Real Madrid estará no mercado à procura de uma alternativa a Coentrão, sendo que o português deverá ser transferido para um clube com disponibilidade financeira para pagar o passe e um salário elevado. Disponibilidade que o Benfica não tem.

Em destaque

Subir