Motores

Rali de Portugal em junho e Chile é a novidade do WRC 2019

Tal como os outros campeonatos sancionados pela Federação Internacional do Automóvel (FIA), também o ‘Mundial’ de Ralis (WRC) 2019 viu o seu calendário anunciado no Conselho Mundial realizado quarta-feira em São Petersburgo.

A grande novidade do WRC é a inclusão do Chile no calendário, numa data entre a Argentina e Portugal, sendo que ao nível dos regulamentos as maiores modificações têm a ver com a categoria WRC2.

Em 2019 haverá duas classificações separadas, uma a Pro, reservada às equipas oficiais, como a Skoda Motorsport, que poderão inscrever até ao máximo de dois carros por prova. Os títulos de pilotos, co-pilotos e construtores serão atribuídos em WRC2 Pro, onde os oito melhores resultados de cada equipa serão contarão para a classificação de pilotos e co-pilotos, enquanto que o melhor carro de cada equipa oficial é aquele que marcará pontos para a classificação de construtores.

O WRC2 como existia em 2018 irá continuar, mas apenas para equipas privadas, onde não haverá um número mínimo de provas a cumprir para pontuar para a classificação geral, mesmo se os seis melhores resultados serão aqueles que contarão para a atribuição do título.

Em termos de assistência os mecânicos terão mais 10 minutos para reparar os carros, elevando o tempo entre as rondas de especiais para um total de 40 minutos.

Calendário 2019

27 de janeiro – Monte Carlo

17 de fevereiro – Suécia

10 de março – México

31 de março – Córsega

28 de abril – Argentina

12 de maio – Chile

2 de junho – Portugal

16 de junho – Sardenha

4 de agosto – Finlândia

25 de agosto – Alemanha

15 de setembro – Turquia

6 de outubro – Gales Grã-Bretanha

27 de outubro – Espanha

17 de novembro – Austrália

Mais partilhadas da semana

Subir