Motores

Rafael Lobato do sonho ao pesadelo

A passagem do Campeonato de Portugal de Velocidade Turismos pelo Autódromo Internacional do Algarve não teve o desfecho desejado para Rafael Lobato.

O piloto de Vila Real não conseguiu concluir a segunda corrida do Racing Weekend, que integrou o programa da última prova do European Le Mans Series na pista de Portimão.

Dividindo mais uma vez o Peugeot 308 TCR da Sports & You com Francisco Abreu, Lobato viu-se traído pelos travões do carro francês e não evitou uma irremediável saída de pista.

Aquilo que parece um possível pódio rapidamente se transformou num quarto lugar. Um sonho que virou pesadelo, pois poderia ter dado a Rafael Lobato e a Francicos Abreu o Vice-campeonato, uma vez que já beneficiava do abandono de Francisco Carvalho, aquele que teoricamente seria o seu mais direto adversário.

Mas Armando Parente estava só a dois pontos dos pilotos do Peugeot, passando a ser uma ameaça, que materializou numa contabilidade que obriga a que só se aproveitem os seis melhores resultados nas oito corridas que compuseram o campeonato.

Após um arranque que não foi dos melhores, que fez com que o Francisco me ultrapassasse, logo recuperei a segunda posição, mantendo, depois, com ele uma batalha muito renhida até que desistiu. A partir daí pensei apenas em manter a posição, já que o Parente estava longe, levando o carro até ao fim. Só que os travões começaram a piorar gradualmente, até que falharam por completo a três curvas do final da corrida, levando-me a sair de pista para a gravilha”, contou Rafael Lobato.

Mais partilhadas da semana

Subir