Fórmula 1

Racing Point apresenta RP20 com ambições renovadas

Depois da Williams foi a Racing Point a apresentar o seu novo carro para a próxima época de Fórmula 1; o RP20.

O monolugar que Lance Stroll e Sergio Pérez vão tripular em 2020 ostenta novamente o rosa do seu patrocinador principal, a BWT, que toma o lugar da SportPesa na denominação da equipa.

A formação de Silverstone, que terminou a temporada passada na sétima posição do Campeonato do Mundo de Constutores, tentará reconquistar os lugares perdidos em 2019 na hierarquia da F1, num ano que antecede a entrada em cena como equipa oficial da Aston Martin, depois da entrada de Lawrence Stroll no capital da marca britânica.

“O novo carro rolará só nos testes do final de de pré-época em Barcelona, mas a equipa tem grandes expetativas sobre a sua competitividade, como assume o homem que a lidera: “Este ano queremos ser uns fortes quartos classificados. Queremos estar mais perto do top três, que já estivemos no passado. Queremos ser os melhores do meio do pelotão”.

O ano passado foi um pouco difícil para nós e terminamos em sétimo, atrás do meio do pelotão, mas este ano queremos dar um passo em frente e estar onde normalmente podemos estar. Fizemos um grande desenvolvimento durante o inverno. Não foi fácil”, reitera Otmar Szafnauer.

Mas o diretor da Racing Point tem a noção do que tem pela frente: “A competição está cada vez mais forte. A McLaren fez mesmo um grande trabalho no ano passado. A Renault, com uma grande empresa atrás de si e mais de 650 empregados, não vai ser fácil de bater, e mesmo a Toro Rosso (agora Alpha Tauri), com o ressurgimento do motor Honda esteve muito bem na parte final do ano passado”.

“Mas acredito que o trabalho que fizemos no inverno com o novo carro, e o trabalho da Mercedes na nossa unidade de potência, e também o empenho dos pilotos nos simuladores, dá-nos uma grande possibilidade de atingirmos os nossos objetivos”, considera ainda Szafnauer.

0Shares

Em destaque

Subir