Motores

Quinto lugar soube a pouco para Miguel Ramos no Estoril

A quinta posição na segunda corrida do International GT Open no Autódromo do Estoril soube a pouco para Miguel Ramos. O piloto português, que dividiu o Ferraru 488 GT3 da Spirit of Race com o dinamarquês Mikkel Mac, sente que tinha andamento para obter um resultado melhor, mas o tráfego acabou por não o permitir.

Ramos e Mac esperavam subir ao pódio depois de um confronto de sábado complicado, em que a dupla do Ferrari nº 488 não conseguiu ir além do oitavo posto, depois de ter largado do 12º lugar da grelha de partida.

“Arranquei com algumas cautelas pois estava no meio do pelotão e uma corrida de 70 minutos não se vence na primeira curva. No inicio perdi duas posições que acabei por recuperar ainda na primeira parte do meu stint. Contudo a partir de determinada altura fiquei preso atrás do BMW e como ele se preocupava mais em defender a posição, acabou por prejudicar tanto a corrida dele como a minha pois atrasou-nos irremediavelmente. Senti que estávamos realmente mais rápidos, mas foi impossível passar”, contou Miguel Ramos.

Já o confronto de domingo foi condicionado pelas condições em que tinha sido feita a qualificação, onde a dupla luso-dinamarquesa conseguiu apenas o 14º lugar da grelha depois da anulação de uma marca que lhe teria dado o quarto tempo. Ainda assim depois de um grande turno de condução de Mikkel Mac, que entregou o Ferrari a Miguel Ramos na sétima posição, o piloto de Gaia ainda conseguiu ganhar mais dois lugares.

“O Mikkel fez uma excelente primeira parte da corrida e foi conseguindo subir na classificação até me entregar o carro em sétimo. Já no meu turno e aproveitando o bom carro que tínhamos, consegui subir ainda mais dois lugares. Foi pena termos partido tão atrás, mas a qualificação foi madrasta para nós. O carro é novo, a equipa é nova, e por isso considero este fim de semana como um bom ponto de partida, para o que espero seja uma boa temporada”, rematou Miguel Ramos.

Mais partilhadas da semana

Subir