Motores

Quatro portugueses nas 24 Horas de Daytona

As 24 Horas de Daytona – a disputar no próximo mês de janeiro na famosa pista da Florida – vão marcar o regresso às pistas de João Barbosa, Filipe Albuquerque, Álvaro Parente e Pedro Lamy.

Barbosa – que em 2020 não terá um programa a tempo inteiro no Campeonato IMSA –  vai dividir o Cadillac # 5 com os experientes franceses Sebastien Bourdais e Loic Duval.

O piloto portuense integra uma das oito equipas da categoria Daytona Prototypes (DPi) inscritas na prova, a segunda corrida de resistência mais conceituada logo a seguir às 24 Horas de Le Mans.

Já Albuquerque vai dividir a condução do outro Cadillac DPi da Acton Express Racing, o # 31 da Whelen, com os brasileiros Filipe Nasr e Pipo Derani e com o bitânico Mike Conway, que estão entre os favoritos à vitória final.

Tanto para João Barbosa como para Filipe Albuquerque os maiores adversários serão os Acura ARX-05 do Team Penske, o Cadillac DPi # 10 da Wayne Taylor Racing e os Mazda RT24P da Joest.

Já Álvaro Parente estará a competir na categoria GT Daytona aos comandos de um Acura NSX GT3 Evo da Heinricher Racing, que irá partilhar com o canadiano Misha Goikhberg e com os norte-americanos AJ Allmendinger e Trent Hindmann.

Pedro Lamy alinha na mesma classe aos comandos do Aston Martin Vantage GT3 # 98, que irá repartir com Paul Dalla Lana, Mathias Lauda e Ross Gunn.

2Shares

Em destaque

Subir