Nas Notícias

Quais foram as palavras mais usadas em 2022?

O Ano de 2022 em Palavras

O ano de 2022 está a chegar ao final e é tempo de balanços, de se tirarem conclusões, projetarem metas e desejos. Do que aí vem ninguém sabe, mas do passado é possível tirar alguns ensinamentos e ideias. E se há coisa que é já uma tradição anual é perceber quais foram as palavras mais usadas durante o ano. Está curioso e quer saber?

O ano de 2022 fica indelevelmente marcado para invasão russa na Ucrânia. Esse acontecimento esteve em destaque nos meios de comunicação.

Da invasão russa na Ucrânia surgiu a palavra mais pesquisada no dicionário Priberam: “oligarca”.

Oligarca diz respeito, segundo o dicionário Priberam, a uma “pessoa que pertence a um grupo restrito que detém o poder ou tem preponderância no governo; pessoa que faz parte de uma oligarquia.”

A palavra surge muito associado à Rússia onde a elite tem não apenas dinheiro, mas controla também determinado recurso, como é o caso do gás. Muitos dos oligarcas russos têm na energia fontes milionárias de rendimento.

Mas não foi apenas a palavra oligarca a surgir no contexto da invasão russa na Ucrânia ao longo de 2022, pois outras palavras surgiram também como “desmilitarização” ou “genocídio”.

Expressões como “maioria absoluta”, “politização” ou “polarização” também foram pesquisadas, juntamente com “fajã”, “monções”, “grisu” ou “intempérie”.

Mas nem só de momentos negativos se fizeram as pesquisas no Priberam. A respeito de celebrações também foram feitas algumas pesquisas como “jubileu” e “bicentenário”, num ano marcado pela morte de Isabel II do Reino Unido.

As 24 palavras mais pesquisadas do ano de 2022

Janeiro:

ENDÉMICO – Segundo a Agência Europeia de Medicamentos, o vírus da covid-19 está a caminho de se tornar endémico na União Europeia.

MAIORIA ABSOLUTA – Legislativas: PS alcança a sua segunda maioria absoluta e Costa pode ser 10 anos primeiro-ministro.

Fevereiro:

DESMILITARIZAÇÃO – Vladimir Putin diz que a invasão russa da Ucrânia tem por objetivo a desmilitarização e a desnazificação do país.

OLIGARCA – Reino Unido impõe sanções a oligarcas e bancos russos..

Março:

ESTAGFLAÇÃO – A presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, não vê sinais de estagflação no horizonte.

FAJÃ – Atividade sísmica na ilha de São Jorge dificulta o acesso a algumas fajãs.

Abril:

GENOCÍDIO – Volodymyr Zelensky, presidente ucraniano, acusa a Rússia de cometer genocídio.

DOGMA – José Ramos-Horta, novo presidente timorense, diz que dissolução do parlamento, defendida pelo partido de Xanana Gusmão que apoiou a sua candidatura, não é dogma.

Maio:

JUBILEU – Rainha Isabel II celebra jubileu de platina.

VARÍOLA – Direção-Geral da Saúde confirma novos casos de varíola dos macacos (monkeypox) em Portugal.

Junho:

INCUMPRIMENTO – Rússia entra em incumprimento de pagamento de dívida pela 1.ª vez em 100 anos.

MADRAGOA – O bairro da Madragoa vence as Marchas Populares de Lisboa.

Julho:

ANOS-LUZ – Primeiras imagens coloridas do telescópio James Webb incluem as de uma nebulosa brilhante a cerca de 7.600 anos-luz da Terra.

EXÉQUIAS – Morre o antigo presidente de Angola, José Eduardo dos Santos; família e representantes do Estado angolano negoceiam exéquias.

Agosto:

MONÇÕES – Inundações no Paquistão, causadas pelas chuvas das monções, deixam quase mil mortos e 30 milhões de pessoas atingidas.

POLITIZAÇÃO – UNITA lamenta politização e tratamento dado aos restos mortais de Eduardo dos Santos na trasladação para Luanda.

Setembro:

MONARCA – Morte da monarca inglesa, Isabel II, aos 96 anos.

BICENTENÁRIO – Marcelo Rebelo de Sousa participa nas comemorações do bicentenário da independência do Brasil.

Outubro:

REPRESSÃO – Mais de uma centena de mortos na repressão de protestos no Irão, após a morte de uma mulher detida pela polícia da moralidade.

GRISU – Explosão em mina de carvão na Turquia, por possível acumulação de grisu, provoca vários mortos.

Novembro:

POLARIZAÇÃO – Eleições presidenciais no Brasil geram polarização política.

PREVARICAÇÃO – Ministério Público acusa Miguel Alves, antigo presidente da Câmara de Caminha e ex-secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, de prevaricação.

Dezembro:

HAT TRICK – Portugal chegou aos quartos do mundial de futebol do Qatar com uma goleada e um hat trick (mas não foi mais além).

INTEMPÉRIE – Intempérie afeta Área Metropolitana de Lisboa.

Estas foram as palavras mais pesquisadas em 2022 no dicionário Priberam numa parceria com a agência Lusa.

Porém, existem outras palavras que apareceram no cenário das pesquisas ao longo do ano como, por exemplo, hecatombe, sanções, pária, capitulação, dissuasão, lei marcial (relacionada com a guerra da Ucrânia), afasia (problema de saúde sofrido pelo ator Bruce Willis), sindemia (da covid-19), multifacetado, perdão, catari, dobradinha, recopa ou tomba-gigantes.

Em destaque

Subir