Nas Notícias

PSP rouba 300 euros a turista e é apanhado pela videovigilância

Um polícia que estava a trabalhar no aeroporto de Lisboa foi apanhado a guardar o dinheiro de uma carteira perdida. A PSP abriu um processo disciplinar e Bruno Costa foi constituído arguido, encontra-se suspenso e teve de entregar a arma.

 

O caso ocorreu há cerca de duas semanas, quando um funcionário de uma empresa privada de segurança encontrou uma carteira perdida por turista, no Aeroporto Humberto Delgado.

O segurança entregou a carteira ao primeiro polícia que encontrou, o qual terá respondido que iria registar a ocorrência.

Só que, antes de participar a descoberta da carteira, Bruno Costa abriu-a e… retirou os cerca de 300 euros em notas.

Quando registou a ocorrência, o polícia omitiu a existência desse dinheiro.

A carteira lá chegou ao turista que a perdeu, que de imediato participou a falta dos 300 euros, abrindo uma queixa contra desconhecidos.

Na investigação, a PSP descobriu o ladrão: o próprio polícia, apanhado pela videovigilância do aeroporto.

De acordo com o Correio da Manhã, o agente foi constituído arguido, pelo crime de furto.

“São situações que não podem ser toleradas a qualquer elemento da PSP”, adiantou uma fonte da Direção Nacional da polícia, citada pelo CM.

O caso foi comunicado ao Ministério Público, a 12 de outubro. Ontem, Bruno Costa foi constituído arguido por crime de furto.

A PSP abriu um processo disciplinar, que culminou com a obrigação de entrega da arma de serviço e a suspensão do agente.

Mais partilhadas da semana

Subir