Nas Notícias

PSD: Deputados calados por SMS, denuncia Pacheco Pereira

Social-democrata Pacheco Pereira denuncia mensagem via telemóvel enviada pela direção do Grupo Parlamentar do PSD, que solicitava aos deputados do partido abstinência de comentários sobre as medidas de austeridade que Sócrates negociava em Bruxelas. Mais tarde, o PEC 4 acabou por ser chumbado em Portugal.

O deputado Pacheco Pereira participava no programa ‘Quadratura do Círculo’, emitido pela SIC Notícias, quando fez uma revelação surpreendente: no momento em que José Sócrates estava em Bruxelas a negociar o PEC 4, que depois iria ser discutido no Parlamento português, os deputados do PSD receberam uma SMS, onde lhes era solicitado que não se pronunciassem sobre o tema.

Nessa SMS, a Direção do Grupo Parlamentar “solicita aos deputados que aguardem pelo final da reunião dos chefes de Governo da Zona Euro para comentar (…) as novas medidas de austeridades”. Todos os parlamentares receberam a ‘ordem’, no seu telemóvel, o que gerou controvérsia entre alguns parlamentares.

Nesse dia, o governo apresentava o pacote de austeridade, que veio a ser chumbado por todos os partidos da oposição, sendo que o PSD teria o poder de aprovar o PEC 4 de José Sócrates e seus pares.

Pacheco Pereira afirma que “nunca recebera uma mensagem” a impor um voto de silêncio. “Nunca tinha recebido uma indicação do género: ‘Estejam calados até logo à noite, para não prejudicar as negociações do Governo’”, disse, perante o espanto de António Costa, socialista que participa no programa da SIC.

Recorde-se que o deputado Pacheco Pereira é o grande ausente das listas de Passos Coelho e que recentemente criticou o partido de ter promovido a suspensão da avaliação dos professores.

Em destaque

Subir