Nas Notícias

Proteção Civil alerta para risco de cheias e queda de árvores

As condições meteorológicas vão agravar-se, nas próximas horas, sobretudo nas regiões Norte e Centro. O quadro mantém-se no fim de semana, o que levou a Proteção Civil a alertar a população para diversos riscos, entre os quais cheias em meios urbanos e queda de ramos ou árvores.

Face às previsões meteorológicas previstas para os próximos dias, em particular no domingo, a Autoridade Nacional de Proteção Civil alertou para as prováveis consequências.

Há possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água, inundações de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem e danos em estruturas montadas ou suspensas.

Aquela autoridade alerta para o risco de dificuldades de drenagem em sistemas urbanos, nomeadamente as verificadas em períodos de preia-mar, queda de ramos ou árvores, acidentes na orla costeira, fenómenos geomorfológicos causados por instabilização de vertentes e obstrução de vias de circulação.

Na estrada, os cuidados devem ser redobrados, dado o piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) explica que devido à aproximação e passagem de um sistema frontal associado a uma depressão centrada a oeste-noroeste das Ilhas Britânicas, prevê-se um agravamento do estado do tempo no território do continente a partir da tarde de hoje.

Segundo o IPMA, está prevista precipitação por vezes forte nas regiões do Norte e Centro, em especial no Minho e Douro Litoral, entre a tarde de hoje e o final da manhã de sábado.

No final do dia de hoje, as rajadas de vento podem atingir os 85 quilómetros por hora no Minho e Douro Litoral e os 100 quilómetros por hora nas terras altas destas regiões.

No domingo, a precipitação irá intensificar novamente no litoral Norte e Centro, estendendo-se gradualmente ao restante território.

“Durante este período, esta precipitação deverá ser persistente”, adianta o IPMA.

Mais partilhadas da semana

Subir