Fórmula 1

Prosseguem negociações para um Grande Prémio de F1 em Miami

O objetivo de ter um Grande Prémio nas ruas de Miami (Florida) parece cada vez mais perto de ser alcançado, depois do responsável máximo da Fórmula 1, Chase Carey ter confirmado a continuidade de negociações nesse sentido.

A Liberty Media – detentora da F1 – pretendia inicialmente que a localização da prova fosse junto à orla marítima e da área portuária da cidade, mas complicações relacionadas com autorizações e oposição de residentes levaram os promotores do evento a mudarem o seu foco para um terreno em redor do estádio Hard Rock.

Pelos vistos a RSE Ventures detém o novo local e aí haverá menos oposição e menos burocracia, sendo que as autoridades de Miami poderão estar mais recetivas a um evento que concorre com Las Vegas para receber um Grande Prémio de Fórmula 1 extra complementar ao que já existente em Austin (Texas).

“Temos sido bastante públicos sobre os nossos objetivos de perseguir a oportunidade de mais uma prova nos Estados Unidos. O ‘share’ de audiência de televisão cresceu bem este ano. E quando se olha para o digital tem uma surpresa positiva, porque não estávamos a fazer nesse tipo de plataforma até começarmos a medir o interesse que tivemos nos Estados Unidos”, destacou Chase Carey.

O CEO da F1 diz que tem conversado sobre a possibilidade de incluir Las Vegas ou Miami no calendário, e adiante que continua a reunião com os responsáveis pela promoção desses eventos.

Já sobre o formato do campeonato de 2020 Carey refere: “Esperamos anunciar o calendário de 2020 nas próximas semanas. Acho que está em grande parte finalizado agora. Em geral, esperamos que o número de corridas nos próximos anos aumente um pouco. Há um limite para quanto, mas acho que esperamos que suba marginalmente. À medida que anunciamos o calendário, forneceremos mais insights como para quando e onde isso ocorre”.

Mais partilhadas da semana

Subir