Cultura

Princesa Diana esteve a um passo de ser a segunda protegida de Kevin Costner

princesa_diana_1A Princesa do Povo, como ficou conhecida, era uma das favoritas para integrar o elenco de ‘Guarda Costas 2’, a sequela que notabilizou Whitney Houston no cinema. Revelação é feita por Kevin Kostner, o guarda-costas mais famoso de sempre.

A Princesa Diana esteve a um passo de se tornar atriz. Algum tempo antes de morrer, em 1997, num acidente de viação em Paris, a Princesa do Povo tinha sido abordada por Kevin Costner, que juntamente com os produtores do primeiro filme, via em Diana a pessoa certa para dar vida à personagem da sequela: “Falamos sobre o segundo filme e ela estava interessada em participar. Disse-lhe que cuidaria dele como cuidei de Whitney”.

Diana chegou mesmo a receber uma parte do guião do filme, que contaria uma história idêntica à sua, em que um guarda-costas protegeria a personagem principal, uma princesa.

De forma macabra, Costner viria a ficar sem ambas na sua vida.

Diana, Princesa de Gales, morreu a 31 de agosto de 1997 num acidente de carro no túnel da Ponte de l’Alma, em Paris, quando fugia ao um grupo de paparazzi, que a tinham fotografado momentos antes à saída de um restaurante, onde jantou com Dodi Al-Fayed.

15 anos depois, a 11 de fevereiro de 2012, Whitney Houston é encontrada sem vida num quarto do Berverly Hilton, um hotel em Los Angeles. A autópsia, apesar de revelar vestígios de cocaína no seu corpo, acaba por concluir que a morte se deu por afogamento acidental na banheira.

‘O Guarda-Costas’ estreou em 1992, cinco anos antes da morte de Diana. Visto por milhões de pessoas, acabaria por marcar uma geração, tendo estado nomeado para um Óscar.

Nesse mesmo ano, Whitney Houston acabaria por ganhar um prémio nos MTV Movie Awards, pelo tema ‘I Will Always Love You’, música integrante da banda sonoro do filme.

Em destaque

Subir