Nas Notícias

Preventiva para o pai suspeito de matar o filho em Linda-a-Velha

juiz Fica em prisão preventiva o pai suspeito de matar o filho de seis meses, no crime que ocorreu em Linda-a-Velha, na passada quarta-feira. O juiz decretou a medida de coação máxima para João Barata, que já terá assumido a autoria do crime, mas alegou não se recordar dos contornos do mesmo.

O pai do bebé de três meses morto à facada foi sujeito à medida de coação mais gravosa: prisão preventiva. João Barata terá assumido a autoria do crime, mas terá alegado que não se recorda do mesmo.

João Barata tinha sido detido sem manifestar resistência e conheceu a medida de coação nesta sexta-feira, dois dias depois de praticar o crime, em Linda-a-Velha. Recorde-se que esfaqueou o próprio filho – um bebé com seis meses de vida.

A criança entrou em paragem cardiorrespiratória que se revelou irreversível, apesar das tentativas de reanimar a vítima, por parte de elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

O Jornal de Notícias deu conta de um pormenor sórdido: o bebé foi encontrado “com a faca utilizada no crime ainda cravada no peito”.

Segundo o Correio da Manhã, na sua edição online, o homem terá feito alguns telefonemas, a alertar “que iria matar a criança”.

Uma vizinha relata ao mesmo jornal que o homem “tinha as mãos ensanguentadas” e que mostrava sinais de embriaguez, momentos depois de o bebé ter sido morto.

A mãe do bebé terá sido contactada pelo suspeito, com ameaças de que iria matar o filho.

Em destaque

Subir