País

Presidente Marcelo visita o Papa Francisco na próxima quinta-feira

Marcelo_Rebelo_Sousa_CdP_900

A primeira deslocação ao estrangeiro do novo Presidente da República será ao Vaticano. Na próxima quinta-feira, Marcelo Rebelo de Sousa fará uma visita ‘relâmpago’ ao Papa Francisco. A saída ocorre oito dias após a tomada de posse, enquanto Cavaco Silva demorou meio ano.

A ‘Presidência dos afetos’ também se faz com a bênção católica. Embora Portugal seja laico, o chefe de Estado apresentou um argumento válido para justificar a escolha do Vaticano como o primeiro destino de uma visita oficial.

O católico Marcelo Rebelo de Sousa, que visita o Papa Francisco às 10h00 da próxima quinta-feira, lembrou que a Santa Sé foi a primeira entidade a reconhecer Portugal como um Estado independente, a 23 de maio de 1179, quando o Papa Alexandre III emitiu a bula a reconhecer Afonso Henriques como primeiro Rei de Portugal.

O Presidente Marcelo vai reunir depois com o secretário de Estado do Vaticano e ainda passará pela Capela Sistina, prevendo-se que a visita oficial demore duas horas.

A acompanhar o chefe de Estado estará, em representação do Governo, o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

“É uma honra, do ponto de vista institucional, ser o enviado especial do Governo na primeira viagem do Presidente, pelo simbolismo e pela importância dos encontros com o papa Francisco e com o Rei de Espanha”, salientou o governante, em comunicado.

Sim, com o Rei de Espanha: também na quinta-feira, o Presidente da República vai passar pelo país vizinho, que tinha sido o primeiro destino oficial do antecessor, Aníbal Cavaco Silva.

A grande diferença é que Marcelo sai de Portugal oito dias após a tomada de posse e Cavaco só o fez ao final de seis meses no cargo.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir