Mundo

Presidente da Geórgia denuncia ocupação russa de vastos territórios

A Presidente da Geórgia, Salomé Zurabishvili, denunciou hoje a ocupação russa de vastos territórios daquele país, acusando Moscovo de transformar a região separatista da Ossétia do Sul numa base militar.

“A Rússia transformou a Ossétia do Sul numa base militar”, disse a chefe de Estado da Geórgia durante as festas de celebração do Dia da Independência, que aconteceram hoje em Tbilisi.

A Ossétia do Sul, assim como a Abecácia (outra região separatista da Geórgia), foi reconhecida como um Estado independente por Moscovo após a guerra russo-georgiana em agosto de 2008.

“A nossa independência não pode ser completa enquanto os nossos concidadãos permanecerem reféns do violento regime da Rússia”, observou a presidente e comandante suprema das Forças Armadas da Geórgia.

Salomé Zurabishvili criticou ainda para a “política de russificação” que tem sido levada a cabo por Moscovo, por representar uma ameaça para o povo da Ossétia do Sul e da Abecácia.

Por outro lado, Zurabishvili mostrou-se confiante na política de paz e fortalecimento do Estado que tem levado a cabo: “A guerra e a ocupação não podem fazer-nos abandonar o nosso objetivo principal, que é a integração na União Europeia e na NATO. Esta é a nossa primeira vitória”.

Faz hoje 101 anos que a Geórgia declarou a independência, após a queda do Império Russo. No entanto, este foi um período que durou apenas três anos, já que o país ficou nas mãos das tropas bolcheviques transformando-se numa república soviética.

A Geórgia recuperou sua independência em abril de 1991.

Mais partilhadas da semana

Subir