Nacional

Este post dos D.A.M.A tornou-se viral e não foi por bons motivos

Os D.A.M.A publicaram um post no Facebook que deu origem a um pequeno debate sobre Português. E, acima de tudo, levou a que uma jovem denunciasse um comportamento pouco ético da banda, que se viu obrigada a fazer um pedido de desculpa.

“Se sim tasse bem; se não tasse bem também”. Um post em forma de imagem, com a hashtag “pensabem”, esteve na origem de uma polémica entre os D.A.MA e uma fã.

Em causa, o erro ortográfico que se repete. “Tasse” é uma palavra que não existe, “tá-se” aceitar-se-ia.

Ora, como a banda influencia uma geração jovem, uma fã quis fazer valer esse ponto de vista e alertar para o erro. Sofia Costa Lima, a protagonista anónima desta história, conta o que ocorreu, no seu perfil de Facebook.

“Ora, eu acho que não é mal nenhum corrigir as pessoas e, tanto no Facebook como no Twitter, disse-lhes que deveria ser ‘tá-se’. Afinal, se não fosse abreviado, seria ‘se sim está-se bem, se não está-se bem também’. Pelos vistos não se está bem. Eu corrigi-os porque acho importante que, tendo em conta o número de pessoas a que chegam, eles não deem erros. Já se escreve mal o suficiente. E se uma banda pode chegar a muitas pessoas então é importante que chegue a falar bem””, escreve a jovem.

Perante a sugestão de correção, Sofia esperou que os D.A.M.A acatassem o reparo.

“Quando nos corrigem temos duas opções: – Ou agradecemos a correção com toda a humildade possível, quer tenhamos ou não razão, e respondemos ‘bem’ e de forma humilde; – Ou respondemos a atacar, como se fossemos adolescentes e ainda pensássemos que o mundo está contra nós”, realça.

Mas sucedeu exatamente o contrário (numa primeira fase).

“Acham que estou contra eles. Incentivam os fãs a atacar também. Sempre o fizeram, quando partilhavam as coisas negativas que diziam deles, numa altura em que já as deviam ignorar. Mas agora eu também estou incluída no grupo dos ‘haters’ dos D.A.M.A. E estou incluída porque nunca ouvi falar de ‘estasse’. (…). Mas o problema aqui já não é o estar ou não errada. É a forma como responderam, como incluíram uma hashtag ‘simpática’ ‘#thinkbeforeyouspeak’ [‘pensa antes de falar], como me trataram como se eu fosse a pior inimiga deles e os odiasse”, conta ainda.

Esta denúncia tornou-se mais viral do que a publicação da banda, o que  ‘obrigou’ a um pedido de desculpa. A publicação polémica também foi apagada da página oficial do grupo.

Veja o post, acompanhado pela imagem da resposta dos D.A.M.A (entretanto apagada).

Entretanto, os D.A.M.A publicaram um pedido de desculpa.

8Shares

Mais partilhadas da semana

Subir