Motociclismo

Portugal de Lés-a-Lés em novos moldes

portugallesales19-5

A 19.ª edição do Portugal de Lés-a-Lés vai reservar algumas novidades. A grande maratona mototurística organizada pela Federação de Motociclismo de Portugal vai proporcionar ainda mais atrativos, não sendo apenas um passeio pelos quatro cantos do país.

Com a entrada na maioridade, vem também mais tempo para descansar, mais oportunidades para saborear sítios únicos, mais descontração na estrada, mais paisagens para apreciar com a luz do sol.

Tudo isto resulta do novo formato que a Federação de Motociclismo de Portugal (FPM) decidiu criar para a maior aventura mototurística, respondendo aos desejos de milhares de participantes que, ano após ano, aceitam o desafio de conhecer Portugal de forma diferente.

E foi a pensar nos participantes, no seu conforto e prazer, que a Comissão de Mototurismo da FMP, mudou o ‘calendário’ da Lés-a-Lés, agendado para os dias 14 a 17 de junho de 2017.

O arranque está marcado para uma quarta-feira e o final para um sábado. Quatro dias de aventura, desde a jornada habitualmente dedicada às verificações técnicas e ao prólogo, e mais três etapas. O que permite, mesmo mantendo os já tradicionais 1000 quilómetros de extensão, ir a locais mais distantes e bonitos, rebuscando mais segredos do nosso País.

portugallesales19

Quarto formato desde o arranque da maratona que, desde 1999, liga dois extremos do território nacional, sucede às 24 horas das quatro primeiras edições; às duas etapas de 12 horas entre o quinto e oitavo ano; e às duas etapas antecedidas de pitoresco prólogo que, desde 2007, faz as delícias dos aventureiros.

E que, assim, permitirá reforço de comodidade a todos os mototuristas, amenizando os arranques demasiado madrugadores (ainda que pela extensão da caravana as partidas continuem a ser cedo!) e permitindo a chegada a todos com a luz do dia.

Isto permitirá controlos mais calmos, paragens mais alargadas e divertidas, melhores refeições e menos ‘engarrafamentos’. Mas há mais: o novo calendário permitirá tirar partido do feriado de dia 13 de junho, dia de Santo António, para lisboetas e não só fazerem a deslocação até ao local de partida, podendo regressar a casa, com toda a tranquilidade no dia 18, domingo, aproveitando ainda o feriado de Corpo de Deus, no dia 15. Ou seja, com dois ou três dias de férias, muitos poderão ter uma semana verdadeiramente ímpar, de aventura e descoberta, de novas paisagens e sabores.

A partida acontecerá em Vila Pouca de Aguiar, sendo que todo o procedimento das Verificações Técnicas e Documentais decorrerá de forma muito mais expedita face a anos anteriores, em local com condições para acolher com conforto e dignidade toda a caravana.

portugallesales19-1

Mais partilhadas da semana

Subir