Nas Notícias

Portugal financia em 140 mil euros programa de formação na área da justiça em São Tomé e Príncipe

Portugal disponibilizou cerca de 140 mil euros a São Tomé e Príncipe para um programa de formação de um ano, para diversos setores do Ministério da Justiça, Administração Publica e Direitos Humanos.

Os dois países assinaram hoje um protocolo de cooperação para a execução deste programa de formação que abrange, nomeadamente, a Polícia Judiciária, funcionários judiciais e do Ministério Publico, serviços prisionais e medicina legal, durante o período de 2019 a 2020.

O documento foi rubricado, na capital são-tomense, pela ministra da Justiça, Administração Pública e Direitos Humanos, Ivete Lima, e pelo vice-presidente do Instituto Camões, Gonçalo Gomes, em cerimónia testemunhada pelo embaixador português, Luís Gaspar da Silva.

“A assinatura deste protocolo é mais um sinal do compromisso de Portugal para com São Tomé”, disse Gonçalo Gomes, considerando o programa de formação como “um investimento no futuro e no desenvolvimento sustentável de São Tomé e na estabilidade democrática” do país.

A ministra da Justiça, por sua vez, defendeu que a cooperação entre Portugal e São Tomé e Príncipe nas áreas do seu pelouro é “uma das mais importantes” entre os dois países.

Ivete Lima sublinhou que o financiamento por Portugal deste programa de formação permitirá ao seu ministério “cumprir alguns objetivos do desenvolvimento sustentável”, sublinhando que irá permitir “ter uma justiça mais célere, mais moderna e devolver um pouco a credibilidade dos cidadãos nos sistemas judiciais”.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir