Desporto

Portugal em segundo lugar no Eurosurf de 2019 em Santa Cruz, atrás da Itália

Portugal foi hoje segundo classificado no Eurosurf de 2019, Europeu de seleções de surf que decorreu em Santa Cruz, só perdendo para a Itália, que assegurou três das quatro vitórias individuais possíveis.

João Dantas, vice-campeão europeu de longboard, e Eduardo Fernandes, que foi terceiro em ‘open’, foram hoje os portugueses mais bem classificados no Eurosurf de 2019, depois do segundo lugar de Francisca Veselko no surf feminino.

Ao conquistarem três vitórias individuais em quatro possíveis, os italianos asseguram o título europeu pela primeira vez. Só o País de Gales se conseguiu intrometer nas contas individuais de primeiro lugar, com o triunfo em ‘open’, graças a Jay Quinn.

Os triunfos de Federico Nesti no longboard masculino e Francesca Rubegni no longboard feminino, somaram-se ao ‘ouro’ de Claire Bevilacqua na categoria de surf feminino, em que Francisca Veselko ficou com a prata.

Portugal começou mal o dia, com a eliminação de Inês Martins na final de repescagem do longboard feminino, pelo que João Dantas entrou para a água com responsabilidade acrescida.

Dantas conseguiu um tubo, invulgar nas difíceis condições em que se disputou a bateria, e ainda uma onda que lhe valeu 8.00. Ficou, ainda assim, a três décimas de bater o italiano Federico Nesti na derradeira onda, pelo que o transalpino conquistou a bateria (14.65 contra 14.30) e o título.

O domínio italiano só foi mesmo quebrado em surf masculino, com o galês nascido na Nova Zelândia, Jay Quinn, a levar a melhor frente ao alemão Leon Glatzer. Em terceiro ficou o português Eduardo Fernandes, que venceu todos os seus ‘heats’ até à final, para aí perder na bateria decisiva.

Mais partilhadas da semana

Subir