Europa

Portugal com terceira menor taxa de vagas de emprego no primeiro trimestre, revela Eurostat

A taxa de vagas de emprego fixou-se nos 2,3 por cento na zona euro e nos 2,4 por cento na União Europeia (UE) no primeiro trimestre, com Portugal a apresentar a terceira menor (1,0 por cento), segundo o Eurostat.

Na zona euro, a taxa de vagas de emprego aumentou face ao mesmo período do ano passado (2,1 por cento), mas manteve-se estável quando comparada com o trimestre anterior.

Na UE, as vagas de emprego aumentaram quer face aos 2,2 por cento homólogos quer na comparação com os 2,3 por cento do último trimestre de 2018.

Portugal registou, a par da Bulgária e da Irlanda, a terceira menor taxa de vagas de emprego, depois da Grécia (0,6 por cento) e de Espanha (0,9 por cento).

No extremo oposto, segundo o gabinete estatístico europeu, estão a República Checa (6,4 por cento), a Bélgica (3,6 por cento) e a Alemanha (3,3 por cento).

Face ao período homólogo, o indicador aumentou, no primeiro trimestre do ano, em 14 Estados-membros, manteve-se estável noutros nove e recuou na Grécia, Croácia, Lituânia, Polónia e Malta (-0,1 pontos percentuais em cada).

As maiores subidas foram observadas na República Checa (1,6 pontos), Chipre (0,8), Letónia (0,6), Alemanha e Holanda (0,4 pontos cada).

Em Portugal, a taxa de vagas de emprego aumentou 0,1 pontos entre janeiro e março quer face ao período homólogo quer na variação em cadeia.

Mais partilhadas da semana

Subir