África

Polícia moçambicana apreende 800 quilos de pedras preciosas e detém duas pessoas

A Polícia moçambicana apreendeu 800 quilos de pedras preciosas, exploradas de forma ilegal e deteve duas pessoas em Vanduzi, província de Manica, centro do país, disse hoje à Lusa fonte da corporação.

As pedras de quartzo obtidas em minas artesanais do distrito de Barue, fértil em recursos minerais, eram transportadas de forma ilegal para Chimoio, a capital de Manica, de onde seriam exportadas para o mercado asiático.

“Após a fiscalização e feitas as diligências, constatou-se que o produto era explorado e transportado de forma ilegal, dado que a licença usada estava vencida” disse à Lusa Mateus Mindu, porta-voz do comando da Polícia de Manica.

A fonte disse que os detidos, um operador mineiro e o proprietário da viatura, igualmente confiscada, vão responder pelo crime de “exploração ilegal de recursos minerais”, e que o expediente judicial já foi remetido às instâncias competentes.

“A Polícia continua a fazer o trabalho para impedir à pilhagem e exportação desenfreada dos recursos minerais” frisou Mateus Mindu.

Mais partilhadas da semana

Subir