Nas Notícias

Pneumonia foi a terceira causa de morte em 2018

A pneumonia foi a terceira causa de morte em Portugal em 2018, logo a seguir às doenças cerebrovasculares e à doença isquémica do coração, segundo os dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com os dados do INE, registaram-se 5764 de mortes por pneumonia em 2018, representando 5,1% da mortalidade.

Em 2018, as mortes por pneumonia atingiram principalmente os homens, com uma relação de 103 homens por cada 100 mulheres, ao contrário do registado em 2017, em que a relação foi de 93,3 óbitos de homens por 100 de mulheres, para os residentes em Portugal.

A idade média ao óbito verificada para 2018 foi de 82,3 anos para as mulheres, inferior em cerca de três anos à dos homens (85,6 anos).

No topo das causas de morte estão as doenças cerebrovasculares (11 235 – 29%), seguidas pela doença isquémica do coração (7241 – 6,3%).

No ano de 2018, segundo o INE, as doenças do aparelho respiratório causaram 13 305 óbitos, com um aumento de 3,8% em relação ao ano anterior (12 819 óbitos). Representam já 11,7% da mortalidade total ocorrida no país.

No conjunto das doenças respiratórias, são também relevantes as mortes por doença pulmonar obstrutiva crónica, com 2834 óbitos, representando 2,5% do total da mortalidade e com um aumento de 7,9% face a 2017.

Com menor importância em relação à mortalidade global, o INE salienta os aumentos significativos nos totais de mortes por gripe (influenza) (205 óbitos) e por asma (142 óbitos).

Os indicadores hoje divulgados pelo INE incluem os principais grupos de causas de morte por doença, destacando-se as doenças do aparelho circulatório, os tumores malignos, as doenças do aparelho respiratório e as doenças endócrinas, nutricionais e metabólicas, bem como as mortes por causas externas de lesão e envenenamento.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir