Facebook

Playboy elimina páginas do Facebook

A revista masculina tomou a decisão drástica de sair do Facebook, apagando as suas páginas, em resultado do escândalo da Cambridge Analytica, que divulgou dados de milhões de utilizadores daquela rede social.

A Playbou divulgou um comunicado, nesta quarta-feira, onde anuncia a retirada do Facebook, em resultado do escândalo de divulgação de dados de utilizadores daquela rede social.

Para os proteger, e como forma de protesto, a revista masculina afasta-se, aproveitando a ocasião para deixar duras críticas às “repressões” da rede de Mark Zuckerberg.

“A Playboy tem enfrentado diversas dificuldade em expressar os seus valores no Facebook, em virtude da política de restrições de conteúdos por parte da rede social. As notícias sobre a alegada má administração dos dados dos utilizadores levaram-nos a tomar a decisão de suspender a nossa conta”, revela o comunicado.

Esta decisão da Playboy vem acentuar a debandada que se verifica no Facebook, após o escândalo de divulgação de dados pessoais de utilizadores. Já a Tesla e a SpaceX tinham tomado medida idêntica.

O filho de Hugh Hefner, fundador da revista, anunciou a saída no Twitter.

“Estamos a sair do Facebook”, escreveu Cooper Hefner, atual CEO da Playboy.

Veja o tweet:

Mais partilhadas da semana

Subir