Desporto

Plantel do Aves falha treino e reclama salários em atraso

O plantel do Desportivo das Aves, último classificado da I Liga, recusou treinar hoje e exige a regularização salarial dos meses de janeiro e fevereiro, constatou o Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF).

“Face à falta de pagamento de dois meses de salários à generalidade do plantel da Clube Desportivo das Aves, Futebol SAD e à situação mais gravosa na equipa de sub-23, superior a dois meses de atraso, o plantel principal suspendeu, nesta data, a atividade para exigir uma resposta imediata às suas solicitações e a regularização dos pagamentos em falta”, lê-se num comunicado emitido pela entidade sindical.

O SJPF reforça que a greve do plantel avense não está relacionada com a Covid-19, declarada na quarta-feira como pandemia pela Organização Mundial de Saúde, mas com o “incumprimento salarial” e “reiteradas promessas não concretizadas pela administração”.

“O Sindicato dos Jogadores já informou a Liga Portugal desta situação, sendo certo que até ao próximo dia 15 decorre o controlo financeiro para as competições profissionais. Face ao exposto, temos prevista uma reunião de urgência com o plantel, para definição dos próximos passos, não estando descartada nesta fase a possibilidade de se avançar para um pré-aviso de greve”, termina o documento.

A situação foi despoletada em meados de fevereiro, depois de o investidor e dono da administração avense, o chinês Wei Zhao, não ter conseguido efetuar transferências bancárias internacionais a partir do país mais populoso do mundo desde o início do ano.

Na altura, o dirigente justificou os atrasos com o avanço da doença de Covid-19, que foi detetada em dezembro em Wuhan, reduziu ao mínimo os serviços naquela nação asiática e já causou mais de 4.600 mortos, 125 mil infeções em 120 países e territórios.

Os jogadores pediram esclarecimentos aos responsáveis do Desportivo das Aves e as verbas requeridas sobre o mês de dezembro foram desbloqueadas em 14 de fevereiro, situação que nunca mais teve continuidade e arrastou-se aos meses seguintes.

O Desportivo das Aves, 18.º e último classificado, com 13 pontos, recebe o Belenenses SAD, no 13.º posto, com 26, no domingo, às 15:00, no Estádio do CD Aves, e não tem a participação nesse encontro da 25.ª jornada em causa, referiu fonte do emblema de Santo Tirso à agência Lusa.

À semelhança de todos os jogos das competições profissionais, o duelo vai ser realizado à porta fechada por determinação da Federação Portuguesa de Futebol, em resposta à doença Covid-19, que já tem 78 casos confirmados em Portugal.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir