Europa

Planeados dois furos para resgatar menino que caiu no poço há cinco dias

As autoridades espanholas anunciaram a abertura de dois furos mesmo ao lado do poço onde caiu Julen, de 2 anos, há cinco dias, em Totalán, Málaga.

É a ideia mais recente depois do anterior plano, a abertura de um túnel, ter falhado.

O túnel visava aproveitar uma inclinação natural do terreno, mas os deslizamentos de terra que ocorreram durante os trabalhos tornaram esta opção inviável.

Ángel García Vidal, porta-voz da secção de Málaga da Ordem dos Engenheiros Rodoviários, explicou que a abertura de dois furos visa duplicar as hipóteses de se chegar a Julen.

Paralelamente, as autoridades ponderam tentar abrir um novo túnel, “um terceiro ou quarto ponto de acesso”, acrescentou Vidal.

Juan López Escobar, da Ordem dos Engenheiros do Sul, salientou as vantagens destas novas estratégias sem, no entanto, se comprometer com tempos.

“Falar de tempos é impossível”, justificou, lembrando que os trabalhos de preparação para se abrir um furo costumam durar um mês.

No local estão já os tubos metálicos, com 1,20 metros e largura, que serão colocados à medida que o furo for sendo aberto.

Estes tubos serão alinhados até aos 71 metros, permitindo uma descida rápida e segura da Brigada de Salvamento Mineiro, que escavará à mão os quatro metros que, segundo as estimativas, os estarão a separar de Julen.

O tempo continua a correr, para desespero do pai da criança.

Foram entretanto encontrados cabelos de Julen, no meio de material que foi extraído do poço, durante os trabalhos de alargamento.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir