Desporto

Pinto da Costa arrasa “ética” de Vieira

Pinto da Costa, presidente do FC Porto, criticou a postura de Luís Filipe Vieira relativamente à crise que o Sporting atravessou na sequência do ataque a Alcochete. O líder dos ‘dragões’ afirma que o seu homólogo “demonstrou os princípios de ética”.

A discursar na casa do FC Porto na Afurada, onde foi recebido por dezenas de adeptos, Pinto da Costa comentou a crise vivida em Alvalade com um ataque direto a Luís Filipe Vieira.

“Sempre me ensinaram que, quando alguém está no chão, não se bate. Demonstrou os seus princípios de ética”, começou por dizer o líder azul e branco.

Com mais pormenor, Pinto da Costa referiu-se à situação do Sporting como “difícil e indesejável”, antes de voltar a falar de Vieira.

“O nosso rival Sporting passou por uma situação difícil e indesejável para o futebol e o país. Daí resultou que vários jogadores pedirem rescisão do contrato por não terem condições de trabalho para poderem continuar no clube. Felizmente, alguns reconsideraram e o Sporting conseguiu fazê-los esquecer aqueles momentos. O presidente do rival [Luís Filipe Vieira] disse que ia perder a cabeça e ia buscar jogadores ao Sporting. Demonstrou os princípios de ética. Agora, nos Estados Unidos, talvez por inspiração do Donald Trump, veio apelar à amizade e ao carinho”, atirou.

A terminar, novo ataque do presidente do FC Porto, desta vez a um órgão de comunicação social.

“Perante estas afirmações de guerra a quem estava no chão, um jornal, o ‘Record’, atribuiu a medalha de ouro ao presidente do rival que fez as afirmações. Parece que não é importante, mas é. É isto que vamos ter de enfrentar em mais um ano”, rematou.

Mais partilhadas da semana

Subir