Motores

Pilotos da Vettra têm “um desafio diferente” na Arrábida

José Correia aborda o regresso de férias do Campeonato de Montanha JC Group com a firme intenção de obter um bom resultado. Aliás como os restantes pilotos da Vettra Motorsport.

À Rampa Pêquêpê da Arrábida o piloto de Braga chega mais adaptado ao Osella, protótipo que lhe tem permitido discutir as posições cimeiras nas provas anteriores. Na do Clube de Motorismo de Setúbal não será diferente.

Foto: Zoom Motorsport

Luís Borges, que dirige a equipa, está ciente que tanto o Campeão Nacional de Montanha GT de 2018 como Pedro Marques Gabriela Correia, no Seat Leon, na categoria de Turismos, vão estar também na linha frente nas categorias 4 e 3, onde se inserem. Isto sem falar de que espera uma boa estreia de Manuel Sousa.

O principal óbice de todos os pilotos da Vettra, reconhece o líder da equipa, é o desconhecimento do traçado sadino: “É um desafio diferente. Como equipa nunca estivemos presentes nesta rampa – a sua extinção do campeonato é anterior à formação da equipa bracarense – mas Domingos Martins tem mais de 40 anos de experiência no desporto motorizado, já cá correu, e será o timoneiro dos nossos mecânicos”.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir