Mundo

Pilotos da KLM também ameaçam com greve por reivindicações salariais

Os pilotos da transportadora KLM ameaçaram hoje fazer greve caso as suas reivindicações salariais não tiverem uma resposta até sexta-feira, segundo o jornal holandês De Telegraaf.

Um dia depois de Phiplippe Evain, presidente do Sindicato Nacional de Pilotos de Companhias Aéreas, ter ameaçado com 15 dias de greve se a nova equipa dirigente do grupo Air France/KLM não acedesse aos pedidos salariais, hoje o sindicato dos pilotos holandeses (VNV) também reclamou melhores condições de trabalho.

O diálogo entre a KLM e o sindicato está num impasse depois de os pilotos terem rejeitado um projeto de acordo, tendo a empresa reconhecido que as negociações “estão numa fase difícil”.

Em entrevista no domingo ao jornal Le Parisien, Evain criticou o processo de seleção do novo presidente do grupo, nomeadamente a decisão de triplicar a remuneração para facilitar o processo.

O dirigente sindical criticou que a escolha possa ser uma pessoa não francesa, numa referência ao nome falado de Benjamin Smith, atual número dois Air Canada.

As greves este ano na Air France provocaram prejuízos de pelo menos 300 milhões de euros e a saída de Jean-marc Janaillac da presidência.

Mais partilhadas da semana

Subir