Fórmula 1

Para Pierre Gasly vai ser difícil gerir três motores para uma época de F1

É quase unânime que nenhum piloto vai conseguir completar a temporada com apenas três motores, como obriga o novo regulamento da Fórmula 1. Pierre Gasly concorda, admitindo que tal será muito complicado.

Na sua primeira época completa com a Toro Rosso, o francês considera ser muito difícil gerir três unidades motrizes durante todo campeonato, adivinhando penalizações para todos os pilotos. Isto apesar da equipa não ter encontrado problemas de maior nos testes de pré-temporada, quando realizou as primeiras simulações.

A abordagem de Gasly para este ano só muda pelo facto de ter mais experiência: “Sei o que esperar. Tem mais a ver com a gestão do fim de semana do que no ano passado. Em 2017 era mais necessário aprender o mais rapidamente possível nos testes. Este ano, na reflexão e na abordagem vejo as coisas de forma diferente. Com a experiência de 2018 sei o que é preciso para a qualificação e para a corrida”.

O facto de dispor da Toro Rosso dispor de motores Honda também merece do piloto gaulês uma nota positiva: “A Toro Rosso foi muito aberta com a Honda, pedindo coisas absolutamente necessárias para ser performante. Depois foram conseguidos os melhores compromissos entre o design do carro e do motor, e de momento tudo funcionou bem. Eles querem otimizar a melhor colocação no carro”.

“A Honda trouxe desenvolvimentos para otimizar a perfirmance. Em termos de fiabilidade houve uma notória melhoria. Esperamos também melhorias durante a época. Estivemos no Japão no fim de semana passado, e as pessoas da Honda estão a andar depressa e têm a abordagem certa”, frisa Gasly.

O pilpto francês reconhece que o bloco da Honda se deve mostrar à altura face ao Renault, ficando a questão sobre o número de elementos da unidade de potência, com a passagem para três, em particular para o motor térmico: “Três motores parece-me complicado. Isso não vai encorajar as equipas a andarem nos treinos livres, já que será preciso economizar os motores. Além disso podemos economizar o motor porque isso será melhor para o resto da época”.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir